terça-feira, 8 de março de 2011

Vðrar Vel Til Loftárása - Sobre Videoclipes

Gostaria de compartilhar neste blog esse videoclipe fabuloso da banda islandesa Sigur Rós. É Muito tocante. Todo videoclipe deveria ser tão inspirado e inspirante como este.

O Videoclipe como extensão do cinema. É tão raro e tão belo ver clipes que tratem da homossexualidade.  Videoclipes como 'American Pie' de Madonna e 'All The Lovers' de Kylie Minogue me parecem ser um 'vamos na onda porque isso vai dar ibope' na mídia. Sua influência social ocorre apenas pela aparição, não pela sensibilidade. Me recordo de ler a Lady Gaga dizer que o 'Alejandro' seria um clipe dedicado aos homossexuais. AONDE? Fiquei ansioso, depois de conhecer os clipes dela, mas este mesmo não condiz em nada com essa afirmação e, por sinal, só se camufla na boa qualidade da imagem, da produção, da estética, mas nada questiona, nada acrescenta, nada modifica ou inova. Muito triste.

Não vejo uma obrigação em ter de dizer algo coerente ou que se questione algo sempre com um videoclipe, mas que haja desejo em se valer uma opinião, ao menos. Videoclipe sem opinião é um silêncio, uma tela em branco. é um não existir-existindo. Condiz com a atualidade que quer tudo, mas que, quando aperta o 'play', não suporta ver e ouvir 5 segundos e passa para outro vídeo, outra música.

Ouso comentar que assuntos como homossexualidade, espiritismo e violência dão ibope e dará até que se esgote todas as possibilidades de discussão do assunto. Assim como a mulher não podia trabalhar, votar... É impensável, hoje em dia, que na popularização da calça jeans, as mulheres não a usavam porque era uma roupa masculina. Já pensou que ridículo? huahuahuahua  mas voltando pro assunto, dos anos 2000 para trás era mais difícil encontrar homossexuais em clipes tão abertamente quando vemos hoje em dia. Um ponto a menos para a ignorância.

Fiquem com o videoclipe que tanto eu elogiei:






Danilo R.

Recomendo, também, o documentário "Totally Gay" .

Um comentário:

Luas disse...

Sou fã da banda há alguns anos e me emocionei ao ver o clip pela 1ªvez. Belíssimo.